O projeto “Uma Ação Inovadora”, do Colégio Estadual Rubem Nogueira, conquistou o primeiro lugar na cerimônia apresentada por Marcelo Tas 

Os vencedores da 13º edição do Prêmio Escola Voluntária, uma iniciativa da Rádio Bandeirantes e da Fundação Itaú Social, foram anunciados nesta terça-feira, dia 12, pelo jornalista Marcelo Tas. A cerimônia de premiação foi realizada no Centro Empresarial Itaú Unibanco, em São Paulo, e teve o Colégio Estadual Rubem Nogueira, de Serrinha, na Bahia, como grande vencedor da noite.

A atração musical do evento foi o cantor Thiaguinho. No palco, Tas contou com a companhia de diversos profissionais das rádios do Grupo Bandeirantes: Milton Neves (Rádio Bandeirantes), Ulisses Costa (Rádio Bandeirantes), Emerson França e Tadeu Correia (“A Hora do Ronco”, Band FM), Diguinho (“Band Coruja”, Band FM) e Beto Hora, Lélio Teixeira e José Paulo da Glória (“Na Geral”, Rádio Bandeirantes). Estiveram presentes também o vice-presidente do Grupo Bandeirantes, Mario Baccei, e o vice-presidente da Fundação Itaú Social, Antonio Matias.

O projeto “Uma Ação Inovadora”, do Colégio Estadual Rubem Nogueira, da Bahia, foi o ganhador dentre as 518 inscrições recebidas. Estudantes do curso técnico em informática beneficiam a comunidade com reparos e manutenção de computadores e implantação de redes. O educador Antônio César da Silva disse que o prêmio de R$ 20 mil dará a mais jovens a oportunidade de estudar. “Vamos fazer um novo laboratório de informática. Temos só um e precisamos de outro”, contou.

O segundo lugar e o prêmio de R$ 15 mil ficaram com a Escola Estadual de Ensino Fundamental Reinaldo Cherubini, de Nova Prata, no Rio Grande do Sul. O projeto “Reinaldo Voluntário” desenvolve ações como inclusão digital, incentivo à leitura, oficinas de xadrez e flauta. E a terceira colocação foi também para uma instituição gaúcha: o Colégio Maria Imaculada, de Porto Alegre. Os voluntários do projeto “Centro de Voluntariado Juvenil- espaço para vida cidadã” realizam trabalhos relacionados a idosos, crianças, trânsito e meio ambiente. Eles levaram um prêmio de R$ 10 mil.

As menções honrosas foram entregues a Etec de Tiquatira, de São Paulo, que fabrica produtos de limpeza e cosméticos, e a Escola Estadual Paulo Virgínio, de Cunha, em São Paulo, em que os estudantes voluntários criam jogos para aprender matemática brincando. Por fim, Shirley Rosane Aparecida Monteiro, também da Escola Estadual Paulo Virgínio, foi eleita educadora destaque.

Vencedores do 13º Prêmio Escola Voluntária

1º lugar
Colégio Estadual Rubem Nogueira
Localização: Serrinha, Bahia
Projeto: Uma ação inovadora
O Projeto nasceu de uma demanda do curso Técnico em Informática e busca integrar a teoria obtida nas salas de aula e a prática profissional. Os alunos voluntários beneficiam a comunidade com reparos e manutenção de computadores e implantação de redes.

2º lugar
Escola Estadual de Ensino Fundamental Reinaldo Cherubini
Localização: Nova Prata, Rio Grande do Sul
Projeto: Reinaldo Voluntário
Foco no desenvolvimento da cultura e do espírito de voluntariado. São desenvolvidas atividades como inclusão digital, incentivo à leitura (revisteiras nas paradas de ônibus e clube do livro), oficinas de xadrez e flauta e viabilização de documentos de identidade.

3º lugar
Colégio Maria Imaculada
Localização: Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Projeto: Centro de Voluntariado Juvenil- espaço para vida cidadã
O projeto nasceu a partir de discussões na aula de sociologia sobre protagonismo juvenil. Gradativamente, passou a ser organizado um espaço de vivência cidadã fora dos horários de aula, como trabalhos com crianças, idosos, trânsito e meio ambiente.

Menções honrosas
ETEC de Tiquatira
Localização: São Paulo
Projeto: Fabricação de produtos de limpeza e cosméticos
No laboratório de química da escola, membros da comunidade aprendem a produzir produtos de limpeza e cosméticos, tanto para o próprio consumo quanto para incremento da economia doméstica.

Escola Estadual Paulo Virgínio
Localização: Cunha, São Paulo
Projeto: Clubinho de Matemática
Para tornar a disciplina de matemática mais interessante, os voluntários criam jogos para estimular alunos acostumados às metodologias pouco envolventes das aulas comuns.

Educador Destaque
Shirley Rosane Aparecida Monteiro, da Escola Estadual Paulo Virgínio (SP)

Fonte: Fundação Itaú Social