A Fundação Telefônica lançou hoje a publicação “Um mundo conectado: as TIC transformando sociedades, culturas e economias”, coeditado com a instituição americana The Conference Board. O livro traz os resultados de pesquisa realizada em todo o mundo, durante dois anos, cujo objetivo foi analisar como as tecnologias têm evoluído e quais seus impactos nos diferentes países.

O lançamento ocorreu na sede da Telefônica durante mesa-redonda que contou com a participação de Jon Spector e Bart van Ark, respectivamente CEO e economista-chefe do The Conference Board; e dos economistas Gilson Schwartz e Luis Carlos Mendonça de Barros.

O estudo detalha como as novas relações geradas pelas TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação) podem fomentar e apoiar a inovação, assim como permitir a integração de ideias, de valores e de culturas, permitindo que as sociedades avancem. A tecnologia por si só, assinala o livro, não cria nem crescimento econômico nem progresso social. As relações são a chave das interações entre a tecnologia e os usuários.  “A interação entre os usuários, as empresas e o Estado é que decidirá para onde a próxima onda de inovação tecnológica nos conduzirá e quem se beneficiará dela”, concluem os pesquisadores.

O livro também mostra a mudança em nossa maneira de interagir, já que a popularidade das redes sociais representa uma transformação na organização das comunidades on-line, que se dá em torno de redes de pessoas. Sobre a relação do indivíduo com o Estado, ocorreu um giro positivo: a interação on-line conduz à redução da corrupção e aumenta a confiança.

Digitalização crescente

A pesquisa apurou que, em uma década, o número de computadores duplicou e o de celulares triplicou. Nesse processo de digitalização, a perspectiva para 2020 é de que qualquer dispositivo ou aparelho eletrônico estará conectado à Internet.

Um mundo conectado constata que as economias emergentes aceleraram o crescimento de seus investimentos em TIC, o que indica um deslocamento global desse tipo de atividade, ainda liderada pelas economias avançadas. Dentro de poucos anos, os países emergentes se tornarão os maiores usuários de TIC do mundo. “As economias avançadas se encontram na fronteira inovadora das TIC, o que é de grande importância para um maior desenvolvimento da indústria e para seu impacto sobre a produção e o crescimento da produtividade”, destaca o estudo.

Outra conclusão é de que os países com maior grau de adoção de banda larga proporcionam a seus consumidores maiores vantagens e benefícios econômicos. A contribuição da banda larga na criação de um novo valor econômico situa os Estados Unidos e a China entre as economias mais beneficiadas, seguidas do Brasil – que se beneficiará consideravelmente em um futuro próximo –, enquanto que no México esse potencial, ainda não se tem realizado.

O uso da tecnologia 3G também está crescendo em todo o mundo. Ainda que  o mercado de smartphones tenha superado a primeira etapa de penetração nos usuários dos EUA, Reino Unido, Espanha e Canadá, não aconteceu ainda no resto dos países. Mas, em razão de estar crescendo a passos largos em algumas economias emergentes, o acesso via banda larga móvel poderá ser a primeira experiência em banda larga para muita gente.

A Mowa, parceira da Telefônica|Vivo, desenvolveu um aplicativo do evento de lançamento já com o livro disponível para download. Para baixar, basta acessar o link diretamente pelo celular https://universo.mobi/o_mundo_conectado.

Sobre o The Conference Board

É uma associação independente de investigação global, sem fins lucrativos, que trabalha em favor do interesse público para prover às principais organizações e líderes mundiais o conhecimento prático necessário para melhorar seu funcionamento e servir melhor a sociedade. Fundada em 1916, a associação ajuda as empresas a entender e enfrentar as questões mais críticas de nosso tempo.

Fonte: Fundação Telefônica