Redeca e Pró-Social trarão dados mais atualizados e completos do atendimento a crianças e adolescentes

A Fundação Telefônica firmou parceria com a SEDS – Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, de São Paulo, para
integrar sistemas de informações na área da infância e adolescência. O
propósito da parceria é fortalecer a rede de atendimento e proteção a
crianças e adolescentes, por meio da integração dos sistemas de dados
Pró-Social (do Governo de São Paulo) e Redeca (desenvolvido pela
Fundação).

Na
prática, a expectativa é que as informações a respeito do público
infanto-juvenil atendido por instituições públicas e privadas sejam
ampliadas e atualizadas, para fornecer um painel completo dos serviços
disponíveis de assistência social, saúde, educação e outras áreas,
relativas ao seu desenvolvimento humano.

O Redeca
foi concebido há três anos pela Fundação Telefônica em conjunto com oito
municípios paulistas. Trata-se de um sistema desenvolvido em software
livre que cria e gerencia um banco de dados, através do qual cada
criança tem um registro único, com todo o atendimento que recebe. A
carga inicial de informações do Redeca provem do Cadastro Único, do
governo federal.

Ao ser
implantado pelo município, o sistema passa a receber dados das entidades
participantes de toda a rede de proteção aos direitos de crianças e
adolescentes. Isso ocorre de forma independente, ou seja, sem qualquer
interferência da Fundação Telefônica, que é apenas a promotora do
sistema de informações e não gerencia as diversas redes municipais que
forem sendo implantadas.

Facilidades

Com a
integração, a SEDS terá mais facilmente acesso a informações atualizadas
do cadastro que está nos municípios, bem como dados específicos da
assistência a crianças e adolescentes, sejam eles provenientes do
atendimento direto dos distintos níveis governamentais, sejam aqueles
realizados por entidades não-governamentais.

Para os
municípios que optarem por ter os dois sistemas, a atualização dos
bancos de dados poderá facilitar a gestão municipal. “Essa parceria nos
ajuda a cumprir o objetivo de promover os direitos de crianças e
adolescentes, através da disponibilização de dados eletrônicos que
possam, inclusive, influenciar na definição de políticas públicas”,
afirma Mindlin.

Para viabilizar a integração dos sistemas, será criada uma ferramenta chamada Web Service,
a ser desenvolvida pela S2 IT, consultoria contratada pela Fundação
Telefônica. Atualmente o Redeca está sendo implantado em sete
municípios: Araçatuba, São Carlos, Várzea Paulista, Bebedouro, Assis,
Porto Feliz e São Vicente. O sistema também se encontra disponível no
Portal do Software Público, do governo federal, para utilização de
qualquer município brasileiro.

A Fundação
Telefônica faz parte do Comitê Gestor da Rede Social São Paulo,
coordenada pela SEDS. A Rede é uma aliança formada por mais de cem
organizações representativas da sociedade civil, do setor empresarial e
do governo. Seu objetivo é promover um movimento suprapartidário que
aprimore e fortaleça os sistemas e redes sociais, contribuindo par a
Garantia dos Direitos Humanos no Estado.

Fonte: Fundação Telefônica