Neste dia 7 de outubro, a Barra Funda, em São Paulo, receberá cerca de 2.000 funcionários do Grupo Telefônica, dispostos a trabalhar pelo bairro. Eles estarão participando do Dia dos Voluntários Telefônica, que acontece pelo sexto ano consecutivo. Desta vez, o evento tem um significado especial, ao representar um marco na integração dos colaboradores da Telefônica e da Vivo, desde que houve a fusão das empresas. Para celebrar a junção, os voluntários vão reformar não apenas uma instituição, como ocorreu nos últimos cinco anos, mas transformar vários equipamentos públicos de um bairro.

A Barra Funda foi escolhida para receber os benefícios, por já possuir uma articulação social a partir do desenvolvimento do projeto “Rede Nossa Barra Funda”, iniciada há cerca de três anos e que conta com a participação de moradores, assistentes sociais, agentes de saúde e empresários. Uma das empresas do Grupo Telefônica, a TGestiona tem sede no bairro e participa da rede, que é gerida pelo Projeto Aprendiz. “Todas as intervenções a serem protagonizadas pelos voluntários foram decididas de forma conjunta”, explica Françoise Trapenard, presidente da Fundação Telefônica, instituição que coordena o programa Voluntários Telefônica, junto com as área de Recursos Humanos e Comunicação Interna.

Desde maio, a Fundação se reúne com lideranças e moradores do bairro para saber de suas necessidades e desejos. “Envolvemos as pessoas da comunidade de modo que elas se sintam corresponsáveis pelo que será feito, para que, inclusive, tomem a iniciativa de manter os equipamentos e percebam que podem fazer a diferença”, afirma Françoise. Durante os encontros, foram elaborados os projetos de intervenção, que contaram também com a participação de consultores, paisagistas e do artista plástico Paulo Von Poser, responsável pelos murais a serem pintados, a partir de desenhos sugeridos pela própria comunidade.

Para a construção de brinquedos e mobiliários, serão utilizados materiais reciclados e/ou certificados. Bobinas de fios de telefone se transformarão em mesas, cadeiras e floreiras pelas mãos do arquiteto e cenógrafo, Fernando Nacarato, enquanto o engenheiro e designer, Lao Napolitano, vai utilizar madeira autoclavada e certificada para desenvolver os brinquedos que integrarão o play-ground das praças Nicolau Morais Barros e da Embaixada Nordestina

Ampla transformação

Os voluntários Telefônica vão atuar em cinco frentes, compreendendo equipamentos instalados num perímetro de mais de um quilômetro quadrado do bairro. Serão reformadas a Escola Canuto do Val, que tem 573 alunos; as praças Nicolau Morais Barros e da Embaixada Nordestina (Praça da GCM); o Centro de Saúde Escola Dr. Alexandre Vranjac e o Abrigo Auxiliadora, que atende 240 crianças.

A escola receberá obras na quadra, pintura e criação de uma sala de artes, reforma de laboratórios, construção de mobiliário, paisagismo, jogos gigantes no chão e sinalização. O Centro de Saúde ganhará uma área de convivência, paisagismo, pintura do auditório e dos muros. Os voluntários vão apoiar o projeto de academia popular, que há muito tempo era planejada, construindo um deck e telhado para a instalação de equipamentos de fisioterapia e ginástica.

As duas praças vão receber novos playgrounds, paisagismo, pista para caminhadas, reforma de espaços esportivos e de convivência, com novo mobiliário, lixeiras e trabalho de muralismo. Já o Abrigo Auxiliadora vai concentrar as atividades recreativas com crianças do bairro durante todo o dia e terá um trabalho de arte em muralismo, a partir de desenhos produzidos pelos próprios abrigados e freqüentadores do local, além de serviços de jardinagem, horta e montagem de um campo de futebol.

Para a realização de todas essas atividades, a Fundação Telefônica conta com a parceria da Subprefeitura da Sé e de órgãos como CET, Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana e CPPU – Comissão de Proteção à Paisagem Urbana.

Como ocorre todos os anos, a Take 1 Imagens fará o registro audiovisual e o Habib´s fornecerá a alimentação para os participantes. Serão fornecidos 2,7 mil kits adultos, além de outros 300 kits infantis para as crianças assistidas pelo Abrigo Auxiliadora, um dos pontos de ação dos voluntários este ano. Além da alimentação, o Habib´s levará às crianças do abrigo uma equipe de recreação e o projeto social ‘Habib´s em Cena’ – uma apresentação teatral educativa e divertida sobre educação alimentar e higiene pessoal. Ao todo, mais de 60 colaboradores da empresa estarão envolvidos na ação. .

Ação global

O Dia dos Voluntários Telefônica é realizado simultaneamente em 19 países onde a empresa atua, na América Latina e Europa, e envolverá aproximadamente 10 mil empregados.

No Brasil, a ação, que costumava acontecer em cinco cidades, foi ampliada para 12 neste ano, em função da integração com a Vivo, que possui regionais por todo o país. Os municípios que receberão ações no dia 7 de outubro serão: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Ribeirão Preto, Porto Alegre, Recife, Salvador, Curitiba, Brasília, Belo Horizonte, Goiânia e Belém. No total, mais de três mil colaboradores participarão das atividades.

O Voluntários Telefônica visa a estimular e permitir que os empregados se envolvam em diferentes linhas de atuação, que incluem: doações do Imposto de Renda devido aos Fundos da Infância e da Adolescência; capacitações; apoio a projetos em que os empregados já são voluntários; campanhas para doação de sangue e brinquedos, entre outras. O programa possui mais de 4.500 empregados inscritos.

Fonte: Fundação Telefônica